Follow by Email

quinta-feira, 10 de maio de 2012


Não entendi professora...

            A professora, a pedido da diretora explicava aos alunos do nono ano da Escola Estadual “João José Algumacoisa” sobre a hiperatividade e o transtorno no déficit de atenção.
            -- Então pessoal, a hiperatividade e o déficit de atenção são um problema mais comum em crianças e os sintomas são a desatenção e hiperatividade, pessoa muito ativa, algumas vezes agitada, bem além do comum.
            Enquanto a professora falava, Maria se lembrava do passeio que havia feito no dia anterior ao sítio dos tios. Fora muito divertido! Nadou na cachoeira, deu milho às galinhas... Rolou pela grama fofa. Na sua fértil imaginação, por alguns minutos se tornou dona do sítio, viveu durante anos por lá com a família que fez durante o percurso de sua vida imaginária.
            Ao perceber que Maria não prestava atenção a sua aula a professora ficou irritadíssima...
            -- Maria estou falando de um assunto muito importante aqui... Será que você pode prestar atenção?
            A garota esforçou-se para prestar atenção nas palavras da professora, mas enquanto olhava para ela, seus pensamentos voltavam ao sítio.
A professora olhava fixamente para o papel em suas mãos que continham as informações que deveria passar aos alunos. Deu mais uma lida nas primeiras linhas e continuou...
            -- Continuando... Um dos sintomas da hiperatividade que acontece muito com alunos é a dificuldade de ficarem sentados na cadeira em sala de aula ou em outras situações nas quais se espera que o aluno permaneça sentado e...
            Nesse momento, Joãozinho que se remexia na cadeira o tempo todo, não aguentando mais ficar parado resolveu apontar todos os lápis do seu estojo...
            -- Joãozinho, você não parou um só minuto desde que eu comecei a explicação! Vai apontar lápis agora pra que menino? Para quieto! Que coisa mais feia! Eu aqui falando de um assunto super importante e você não da atenção! Fica se remexendo na cadeira sem parar... Qual o seu problema menino?


Shirlei Marcelino

2 comentários: